Governador de Luanda apela à mudança de mentalidade em relação a pessoas deficientes

Em Angola, foram registadas mais de 600 mil queixas de pessoas com deficiência, grande parte das quais dizem respeito a discriminação e exclusão.

Em Luanda, o governador da província, Manuel Homem, mostrou-se emprenhado com a implementação de políticas de inclusão destas pessoas. “É urgente haver uma mudança de mentalidade dos cidadãos em relação às pessoas portadoras de deficiência.”

Manuel Homem intervinha na cerimónia do Dia Internacional da Pessoa com Deficiência assinalada neste domingo, dia 3, destacando vários exemplos de como esta franja da sociedade é capaz de fazer o mesmo em qualquer lugar. “Sabemos dos nossos desafios ainda em relação à inclusão das pessoas com deficiência e vamos trabalhar ao nível dos concurso públicos na província de Luanda temos sabido respeitar a lei nessa matéria, mas, mais do que isso, temos sabido compreender que a deficiência é da consciência e por isso não nos temos limitado à lei, mas sim à capacidade das pessoas que podem contribuir para que a nossa sociedade seja uma sociedade diferente.”

Das 656.200 pessoas registadas com deficiência em Angola, 365.500 encontram-se em zonas urbanas e mais de 290.000 no meio rural. Luísa Mendonça da Associação das Mulheres com Deficiência, lembrou alguns dos desafios que enfrentados no dia-a-dia pelos portadores de deficiência: “O transporte, a empregabilidade, acessos a alguns serviços, são algumas das dificuldades que temos encontrado nas pessoas portadoras de deficiência.”

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...