FRESAN desenvolve plataforma de informação agroclimática na região sul

O Programa de Fortalecimento e Resiliência de Segurança Alimentar e Nutricional em Angola (FRESAN), desenvolve nas províncias do Cunene, Huíla e Namibe, uma plataforma de monitorização agroclimática, que permite monitorar e produzir boletins mensais e anuais sobre as diferenças de precipitações e temperaturas.

O projecto, em curso desde finais de 2022, permitiu a instalação de seis estações meteorológicas, nos municípios do Curoca e Ombadja (Cunene), Gambos e Chicomba (Huíla) Bibala e Moçâmedes (Namibe), de modo a auxiliar  a rede existente do INAMET.

A informação foi prestada hoje, segunda-feira, dia 25, pelo coordenador do FRESAN no Cunene, Juan Molina, referindo que os equipamentos instalados são ferramentas necessárias e indispensáveis para avaliação do clima e obtenção de informações para as comunidades sobre a ocorrência de fenómenos naturais.

Acrescentou serem equipamentos necessários para avaliação do clima, pois, em tempo oportuno, permite alertar as comunidades sobre a ocorrência de fenómenos naturais, cujos dados recolhidos são transmitidos à central do INAMET em Luanda.

Em declarações à ANGOP a propósito do 23 de Março, Dia Mundial da Meteorologia, Juan Molina disse que as estações ajudam na análise da temperatura do ar, velocidade e pressão atmosférica, assim como  avaliar os desvios de valores médios em relação às ocorrências em cada período.

Além disso, frisou, há uma plataforma de previsão climática que permite a esses municípios ter maior e melhor planificação da campanha agrícola e ao longo do ano ser difundida aos agricultores.

O programa prevê ainda a elaboração da plataforma de cenário de clima futuro para saber quais serão os impactos das alterações climáticas a longo prazo ( 30 ou 40 anos),  nas províncias do sul de Angola, disse.

Juan Molina disse tratar-se de dados agrometeorológicos que permitem melhorar a gestão da informação e contribuir para a segurança nutricional, através de um sistema de alerta rápido para potenciar as comunidades em situações de crise.

O FRESAN é uma iniciativa do Governo de Angola financiada pela União Europeia e cogerida e pelo Camões, I.P. que pretende contribuir para a redução da fome, da pobreza e da vulnerabilidade à insegurança alimentar e nutricional no Cunene, na Huíla e no Namibe.

O Dia Mundial da Meteorologia foi criado em 1951 para celebrar o dia da entrada em vigor da Convenção que instituiu a Organização Meteorológica Mundial (OMM), em 1950.

A efeméride visa também alertar a população para a necessidade de preservar os ecossistemas, assim como fazer uma utilização racional dos recursos naturais do planeta Terra.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...