Níger anuncia revisão de todos os acordos militares

Após a partida de 1500 soldados franceses presentes no Níger, as novas autoridades de Niamey querem agora renegociar os acordos militares com os outros países que têm forças estacionadas em solo nigerino.

Numa nota do Ministério dos Negócios Estrangeiros, emitida em Niamey e dirigida às missões diplomáticas acreditadas no Níger, o governo afirma que “irá rever todos os acordos assinados no passado com todos os parceiros”. Isto sem mencionar especificamente os países que têm soldados estacionados no Níger.

Os Estados Unidos e a Alemanha já manifestaram o desejo de ver as suas tropas, em número de 1.300 e 100, respectivamente, permanecerem no país.

Na semana passada, o Ministro da Defesa alemão esteve em Niamey, tendo manifestado o desejo de que os seus 100 soldados, baseados em Tillia, ao norte da região de Tahoua, permanecessem no país para continuar a treinar as forças especiais do Níger.

A Bélgica, a Itália e outros países europeus também possuem soldados no Níger, no âmbito da força EUCAP Sahel da União Europeia.

De acordo com o Ministério dos Negócios Estrangeiros do Níger, irá ser apresentado um projecto de memorando de entendimento para “dar novo fôlego à cooperação bilateral”.

Desde que o Conselho Nacional para a Salvaguarda da Pátria (CNSP) chegou ao poder, as novas autoridades disseram estar firmemente empenhadas em afirmar a soberania do país e em defender os seus interesses.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...