Filho do ex-Presidente da Guiné-Bissau condenado nos EUA por liderar uma rede de tráfico de droga

O filho do antigo presidente da Guiné-Bissau, Malam Bacai Sanhá, falecido no poder, em 2012, foi condenado a uma pena de prisão superior a seis anos de prisão por um tribunal dos EUA, por liderar uma rede internacional de tráfico de droga. Segundo escreve a BBC, Malam Bacai Sanhá Júnior tinha como objectivo utilizar o dinheiro angariado através desse esquema para orquestrar um golpe de Estado no país de forma a chegar ao poder.

De acordo com a Deutsche Welle, há testemunhas que alegam que o homem estaria envolvido, há muitos anos, no tráfico internacional de cocaína, de heroína, de armas e outras mercadorias. Ainda segundo a emissora alemã, ‘Bacaizinho’, como é conhecido, terá ligações aos responsáveis pelo ataque ao palácio governamental onde decorria uma reunião do Conselho de Ministros presidida pelo chefe de Estado, Umaro Sissoco Embaló, a 1 de Fevereiro de 2022.

Nessa mesma altura, o Presidente apontou o dedo aos responsáveis pelo narcotráfico. “Este golpe tem também a conivência de pessoas que estão a ser investigadas no âmbito do combate ao narcotráfico. A maioria das pessoas envolvidas está na lista de investigação por narcotráfico”, disse.

O julgamento arrancou pouco depois da detenção e, em Setembro de 2023, declarou-se culpado de conspiração relacionada com a “importação ilegal de drogas”, relata a BBC. “Malam Bacai Sanhá Jr. não era um traficante internacional de droga vulgar”, afirmou esta terça-feira, dia 26, o agente do FBI Douglas Williams, citado pela emissora britânica. “É filho do antigo presidente da Guiné-Bissau e traficava droga por uma razão muito específica: financiar um golpe de Estado que o levaria à presidência do seu país natal, onde planeava estabelecer um ‘regime de drogas’”, justificou.

O filho do antigo Presidente da Guiné-Bissau é acusado de traficar droga para Portugal, para outros países da Europa e também para os EUA, de onde poderá ser extraditado, uma vez que não tem cidadania norte-americana.

Notícias relacionadas
Comentários
Loading...